XPTA-Lab – Laboratório de Excelência em Desenvolvimento de Aplicativos para Produção, Edição e Difusão de Conteúdos Audiovisuais pela Internet e TV Digital (2010)

Consórcio realizado entre universidades brasileiras do qual participei pela UFBA com o projeto:

“Corpos e avatares em interação em ambiente 3D para aplicações artísticas audiovisuais.”

O objetivo do projeto voltava-se para o estudo e aplicação de interfaces e dispositivos sem fio utilizados na interação entre corpos físicos em movimento e avatares digitais e agentes autômatos através das artes do corpo (performance, dança, teatro etc.) para a criação de conteúdo audiovisual direcionado para duas metas principais interligadas:

  • gerar conteúdo em tempo real (telemática) entre imagens computacionais e eletrônicas dessa natureza acima descrita buscando resultados efetivos em interatividade que servem para aplicações em espetáculos e jogos dentre outros;

  • criação de conteúdo audiovisual (material pré-gravado) específico a cada meio (Internet, Celular, Game, TV Digital, Realidade Virtual etc.) com competência de agregar ambientes 3D e avatares com corpos físicos.

A investigação contou com estudos e aplicações de sensores (arduino, wii, acelerômetros, etc.) na relação entre corpo humano, avatar e agente autômato, bem como o desenvolvimento de ambiente virtual 3D específico para a realização das interações propostas vislumbrando tanto aplicações artísticas como educacionais sobre a própria pesquisa.

Pela natureza desse projeto consorciado e pelo perfil do grupo envolvido (Grupo de Pesquisa Poéticas Tecnológicas), o mesmo pode auxiliar na pesquisa e geração de conteúdo para o projeto de excelência proposto (VideoCultural3D) assim como para outros consorciados, principalmente os projetos: Comunicação e Interação em Ambientes Virtuais Colaborativos (coord.: A. Burlamaqui), Análise formal e complexidade de linguages gráficas de interação (coord.: E. Almeida), Gerenciador de videos do GT-MDA (coord.: T. Aires), Interação com celulares (coord.: G. Lemos) e Streamers (Codificação/decodificação) (coord.: Denio).

Objetivos Geral

Pesquisar e desenvolver interações entre corpos físicos e ambientes 3D e avatares utilizando sensores sem fio como arduino e wii remote para a produção de conteúdo audiovisual em projetos artísticos no campo das artes do corpo.

A partir do espetáculo de dança telemática, ou dança em tele-presença, intitulado “e_Pormundos Afeto”, exploraramos as relações de interatividade entre humano e máquina no ambiente do audiovisual através das Tecnologias de Informação e Comunicação e de novos dispositivos e sistemas tecnológicas desenvolvidos nesse projeto. Utilizando redes avançadas de comunicação que interligam países da América Latina e Europa, criamos um espetáculo no qual dançarinos dialogavam com corpos virtuais dos usuários da Internet e com avatares imersos em um ambiente 3D também controlado por eles. Além disso, um robô locomovia a partir das movimentações dos dançarinos, enquanto a música foi criada em dois espaços remotos e gerada em tempo real. Essa trama de articulações entre o orgânico, o sintético e o tecnológico exploram os novos potenciais contidos nas ferramentas digitais do audiovisual, vislumbrando caminhos inéditos que ainda poderão ser percorridos.

Por tratar-se de uma obra em que o corpo tem função determinante, acreditamos que esse espetáculo além de trazer reflexões e possibilidade para a própria área artística (teatro, performance, etc.), poderá também contribuir para áreas correlatas como game, ergonomia, fisoterapia, psicomotricidade, cinesiologia, dentre outros.

Abaixo descrevemos as várias etapas de experimentação e investigação dessa pesquisa, apresentando nossos objetivos, caminhos e resultados encontrados durante o processo de desenvolvimento desse projeto.

Objetivos: _ estudo e aplicação de interfaces e dispositivos sem fio para a interação entre corpos físicos em movimento, avatares digitais e agentes autômatos através das artes do corpo (performance, dança, teatro etc.) para a criação de conteúdo audiovisual direcionado para duas metas principais interligadas:

a) geração de conteúdo em tempo real (telemática) entre imagens computacionais e eletrônicas buscando resultados efetivos em interatividade para aplicações em espetáculos e jogos dentre outros;

b) criação de conteúdo audiovisual (material pré-gravado) específico a cada meio (Internet, Celular, Game, TV Digital, Realidade Virtual etc.) agregando ambientes 3D e avatares com corpos físicos.

Written by

No Comments Yet.

Leave a reply